RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, MULHERES NEGRAS E VIDEOGAMES

Autores

Palavras-chave:

Lazer, Mulheres, Videogame, Etnia

Resumo

Este estudo teve como objetivo refletir sobre as relações étnico-raciais nos videogames, evidenciando os enfoques sobre a representatividade de personagens de mulheres negras. O estudo teve uma natureza qualitativa, sendo desenvolvido por meio de pesquisas exploratória e documental, focalizando apenas textos expressos em sites do Google sobre a temática proposta. Fez parte do estudo uma amostra intencional composta pelas dez primeiras ocorrências de sites no Google, contendo opiniões de especialistas sobre videogames e estudos étnico-raciais. Os dados foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo, com base em três categorias delineadas a priori, sendo 1- coadjuvantes e/ou protagonistas femininas negras; 2- importância e impacto dos videogames para a discussão étnico-racial; 3- estereótipos raciais presentes e sugestões para a evolução. Os resultados apontam a consideração dos videogames como espaços legítimos para reflexões étnico-raciais, bem como, ligeiro aumento da representatividade de personagens femininas negras como coadjuvantes, mas não como protagonistas e a responsabilidade de desenvolvedores sobre a inserção de culturas diversas nas narrativas. Este tema ainda é pouco difundido, comprometendo a perspectiva de identificação de mulheres negras com as personagens existentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Maria Schwartz, LEL - Laboratório de Estudos do Lazer/GERE/UFU- Uberlândia/MG

Licenciatura em Educação Física pela Universidade de São Paulo (USP, 1975), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, 1991), Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (IPUSP, 1997) e Livre Docência em Atividades Expressivas pela Universidade Estadual Paulista (UNESP, 2004). Estágio Pós-Doutoral na Université du Québec à Trois-Rivières- Canadá (UQTR, 2011). Estágio Pós-Doutoral Visiting Fellow na University of Birmingham-Reino Unido (UoB, 2013), Estágio Pós-Doutoral Senior/CAPES - Universidade de Lisboa - Portugal (FMH-UL, 2016). Professora Adjunto aposentada na UNESP. Orientou nos PPG em Ciências da Motricidade e em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Temas de interesse: Psicologia do lazer, Atividades de aventura, Lazer virtual, Gamificação e Educação Física, Atitude e conduta lúdicas, Marketing Experiencial, Ética e saúde, Gestão da informação sobre lazer, Criatividade e Audiovisualidades na dança. Membro do LEL - Laboratório de Estudos do Lazer (DEF/IB/UNESP-Rio Claro), Membro do CEDD-NF - Centro de Estudos de Desenvolvimento do Desporto Noronha Feio, na FMH - Universidade de Lisboa, Membro do GPAD/UFSM - Grupo de Pesquisa em Audiovisualidades da Dança.

Ana Paula Evaristo Guizarde Teodoro, LEL - Laboratório de Estudos do Lazer/GERE/UFU-Uberlândia-MG

Doutora em Ciências da Motricidade pelo Instituto de Biociências, Departamento de Educação Física da UNESP de Rio Claro-SP. Mestre em Desenvolvimento Humano e Tecnologias pelo Instituto de Biociências, Departamento de Educação Física da UNESP de Rio Claro-SP.Graduada em Educação Física - Faculdades Integradas Stella Maris de Andradina (FISMA). Pesquisadora do LEL - Laboratório de Estudos do Lazer/GERE/UFU, Uberlândia/MG e do LAGEL - Laboratório de Gestão das Experiências de Lazer/GESPORTE/FEF-UnB, Brasília-DF. Foi professora das Faculdades Integradas Stella Maris de Andradina (FISMA)/ Fundação Educacional de Andradina(FEA), das Faculdades Integradas de Santa Fé do SUL (FISA)/ Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul-SP (FUNEC) e da Faculdade de Americana (FAM), na qual ministrou as disciplinas de Medidas e Avaliação, Cineantropometria, Teoria e Prática da Musculação, Ginástica de Academia, Projetos e Práticas com Ênfase no Esporte, Práticas de Lazer e Recreação, Políticas Públicas do Esporte e do Lazer e Estudos do Lazer. Realizou estágio de docência no Departamento de Educação Física da UNESP Rio Claro-SP, nas disciplinas Jogos e Brincadeiras e Fundamentos do Lazer. Foi professora da Pós-Graduação (FMU), no Curso de Recreação e Lazer, na qual ministrou as disciplinas de Recreação para jovens e adultos, Recreação para idosos, Lazer na terceira idade, Empresas e Espaços Corporativos e Jogos e brincadeiras contemporâneas. Foi professora da Pós-Graduação do Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, no Curso de Jogos e Gamificação na Educação, na qual ministrou a disciplina Gamificação Analógica. Atualmente está associada à ANPEL - Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Estudos do Lazer e à ABRAGESP - Associação Brasileira de Gestão do Esporte. Experiência nos campos do Lazer, Gestão do lazer, Recreação, Jogos e brincadeiras, Políticas Públicas de Esporte e Lazer, Envelhecimento e Treinamento lúdico corporativo.

Giselle Helena Tavares, LEL - Laboratório de Estudos do Lazer/GERE/UFU - Uberlândia/MG

Professora da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia, da Universidade Federal de Uberlândia (FAEFI-UFU). Possui graduação em Educação Física FAEFI-UFU (2008) e Doutorado em Ciências da Motricidade na Área de concentração Pedagogia da Motricidade Humana, da UNESP Campus Rio Claro (2013). Pós-doutora em Desenvolvimento Humano e Tecnologias, da UNESP Campus Rio Claro (2013/2014) e na Escola de Artes Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH - USP Leste) (2021). É líder do GERE - Grupo de pesquisa sobre Gestão do Esporte, Lazer e Saúde. Vice-líder do LEL- Laboratório de Estudos do Lazer. Pesquisadora dos grupos de pesquisa: LAGEL - Laboratório de Gestão das Experiências do Lazer e do GIEL- Grupo Interdisciplinar de Estudos do Lazer. Compõe o Centro da Rede CEDES em Minas Gerais. Coordenadora adjunta do GTT Lazer e Sociedade do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte. Presidente da ABRAGESP - Associação Brasileira de Gestão do Esporte (2019-2020). Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão e Políticas Públicas de Esporte e Lazer e Interfaces do Lazer.

Rubian Diego Andrade, LEL - Laboratório de Estudos do Lazer/GERE/UFU - Uberlândia/MG

Professor Adjunto do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Governador Valadares (UFJF-GV). Líder do Grupo de Extensão e Pesquisa em Lazer, Aventura e Sustentabilidade (GEPLAVS-UFJF-GV). Possui graduação em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2007). Doutor e Mestre em Ciências do Movimento Humano (2019 e 2015) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência do Movimento Humano (CEFID/UDESC). Desde o mestrado estuda questões relacionadas ao Lazer. Na oportunidade desenvolveu e validou a Escala de Práticas no Lazer (EPL), instrumento que se propõe avaliar o envolvimento das práticas no Lazer de brasileiros em diferentes contextos. No doutorado, defendeu sua tese propondo um modelo teórico explicativo das práticas no Lazer por meio da relação dos componentes Restrições x Atitudes. É membro do Núcleo de Pesquisas em Ciências da Saúde (Nupecis) do CEFID/UDESC e do grupo de pesquisas em Aprendizagem Motora e Desenvolvimento Humano (UDESC/CEFID/Cnpq). Revisor de periódicos da área, possui mais de 50 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais. Durante sua experiência profissional no SESI/SC atuou nos programas de saúde e qualidade de vida do trabalhador como: SESI Ginástica na Empresa, SESI Eventos, SESI Aventura e SESI Esporte. Atuou como Orientador de Atividades Físicas na empresa Intelbras promovendo a gestão do Lazer de trabalhadores industriários In Company. No ensino superior atuou como Professor do curso de Educação Física do Instituto de Ensino Superior da Grande Florianópolis onde leciona as disciplinas de Organização de Eventos Esportivos, Aprendizagem e Desenvolvimento Motor, Bioestatística, Voleibol Aspectos Pedagógicos e Aprofundamentos e Ergonomia. Também atuou como Professor colaborador do CEFID/UDESC nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física onde leciona as disciplinas de Organização de Eventos Esportivos, Organização de Eventos Escolares, Metodologia de Ensino do Voleibol, Metodologia da Ginástica Laboral, Tópicos de Atividades de Aventura na Natureza e Estágio Curricular Supervisionado em Atividade Física Adaptada. Orienta trabalhos de conclusão de curso na área de Educação Física, com ênfase em atividade física e saúde, qualidade de vida, lazer e recreação, saúde do trabalhador, voleibol, aprendizagem, atividades de aventura na natureza e desenvolvimento motor.

Downloads

Publicado

2024-01-31

Como Citar

Schwartz, G. M., Evaristo Guizarde Teodoro, A. P., Tavares, G. H., & Andrade, R. D. (2024). RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, MULHERES NEGRAS E VIDEOGAMES. Revista Brasileira De Estudos Do Lazer, 10(03), 98–117. Recuperado de https://www.periodicos.ufmg.br/index.php/rbel/article/view/48700