ENTRE TRAJETÓRIAS DE VIDAS NEGRAS E A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NO CAMPO DOS ESTUDOS DO LAZER:

UM PAPO DE LAZER COM ANGELA BRÊTAS

Autores

  • Adriano Gonçalves da Silva CEFET-MG
  • Lucilene Alencar das Dores IFSP
  • Alysson dos Anjos Silva UFMG

Palavras-chave:

Lazer, Trajetórias, Negritude

Resumo

Partindo da premissa de que o podcast, enquanto linguagem midiática, é uma maneira de divulgar conhecimentos e formar os/as sujeitos/as no âmbito do lazer, o objetivo deste estudo foi analisar a relação das trajetórias de vida de pesquisadoras/es negras/os participantes do podcast ‘Papo de Lazer com Angela Bretas’ com a sua formação e atuação no campo dos Estudos do Lazer. Para isso, utilizamos como metodologia o levantamento dos episódios que tiveram participantes negras e negros, a escuta dos episódios e a transcrição dos trechos em que as/os participantes narraram experiências de vida em que a questão racial estivesse presente. A formação obtida no contexto acadêmico e das vivências dos sujeitos-corpos negros, perpassando o reconhecimento da negritude e as experiências de lazer, proporciona aos/às profissionais uma atuação politicamente engajada e têm o podcast como um ambiente virtual de encontro. As trajetórias das/os pesquisadoras/es negras/os reafirmam o compromisso com o resgate das histórias e culturas silenciadas e invisibilizadas na academia e denunciam a existência do racismo epistêmico como dívida que necessita de tratamento político e responsável com a história da população negra brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-01-31

Como Citar

Gonçalves da Silva, A., Alencar das Dores, L., & dos Anjos Silva, A. (2024). ENTRE TRAJETÓRIAS DE VIDAS NEGRAS E A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NO CAMPO DOS ESTUDOS DO LAZER:: UM PAPO DE LAZER COM ANGELA BRÊTAS. Revista Brasileira De Estudos Do Lazer, 10(03), 3–20. Recuperado de https://www.periodicos.ufmg.br/index.php/rbel/article/view/49053